Protesto dos agricultores contra as alterações na cobrança do ICMS/SP

Agricultores promovem Tratoraço

Nê Cerezer, José Maria, Fernando e Marcelo

Num movimento promovido em nossa cidade pela Assocap, Canacap, Sindicato Rural e Sicoob Cooplivre, Capivari viveu um dia diferente na manhã desta última quarta feira, com o tratoraço promovido pelos agricultores de nossa região em protesto contra aumento dos impostos promovido pelo governo do Estado. Parabéns às nossas lideranças pelo belo exemplo de civismo, lutando pelo bem estar do povo, nesse movimento pacífico.

A população saiu as ruas para apaludir o tratoraço promoveido pelos agricultores de nossa região se uniram para protestar contra a promulgação da Lei 17.293/20 e os Decretos subsequentes 65.252/20, 65.253/20, 65.254/20 e 65.255/20, do Governo do estado de São Paulo, que tiveram o condão de alterar a cobrança do ICMS, incerindo impostos em produtos e insumos agrícolas antes isentos, seguindo deste modo para um efeito cascata em aumento nos produtos e serviços, direto na mesa do consumidor.
As lideranças do movimento agradecem o apoio e participação da Polícia Militar de Capivari, da Guarda Civil de Capivari e do Departamento de Trânsito, dando total apoio e segurança tanto para os integrantes do movimento quanto para a nossa população.
Um movimento pacífico mas retratado em mais de 200 cidades no Estado de São Paulo, mostranto a força do agronegócio no maior estado da Federação e um dos maiores do mundo.

Protesto dos agricultores contra as alterações na cobrança do ICMS/SP

A ASSOCIAÇÃO DOS FORNECEDORES DE CANA DE CAPIVARI – ASSOCAP, COOPERATIVA DOS PLANTADORES DE CANA DA REGIÃO DE CAPIVARI LTDA – CANACAP, SINDICATO RURAL DE CAPIVARI e a COOPERATIVA DE CRÉDITO COOPLIVRE DE CAPIVARI, representadas por seus Diretores Antonio Carlos Cerezer, Hermes Gregório Maschietto, Fernando Quibáo Júnior e José Maria Maschietto, com o objetivo de dar cumprimento ao dever de representação dos interesses dos produtores rurais da região, organizaram nesta última quinta-feira uma carreata de tratores e caminhões pelas principais ruas da cidade, com o objetivo de PROTESTAR contra as alterações trazidas pela Lei 17.293/20 e os Decretos subsequentes 65.252/20, 65.253/20, 65.254/20 e 65.255/20, do Governo do estado de São Paulo, que tiveram o condão de alterar a cobrança do ICMS, de modo a passar a incidir o referido imposto em produtos antes isentos, elevando alíquotas e reduzindo a base de cálculo e os créditos outorgados para diversos produtos, o que em efeito cascata atingem insumos agropecuários, produtos in natura e processados, combustíveis, energia elétrica, embalagens e transportes, de modo a impactar de maneira negativa diferentes segmentos das cadeias produtivas do agronegócio paulista, e principalmente os pequenos agricultores, que em nosso Município são responsáveis pela produção de inúmeros produtos agrícolas, trabalho este que fortalece a economia local e eleva o nome dos municípios produtores.
E diante deste cenário que assola o setor da agricultura, é fundamental a união de esforços para informar à população que será a maior afetada com tais alterações, uma vez que os reajustes terão que ser repassados ao consumidor final, sob pena de não o fazendo comprometer a substância do agricultor, que estará sob o iminente risco de dispensar seus empregados e encerrar suas atividades, diante da insustentabilidade de seu negócio.
Cumpre ressaltar que o objetivo do PROTESTO é chamar a atenção da imprens e da população em geral, para fazer chegar ao Governador do Estado de São Paulo a insatisfação da categoria rural, que tão afetada em tempos de pandemia, quando começa a recuperar suas forças e capacidade de trabalho, novamente têm que paralisar suas atividades, para enfrentar causas totalmente fora do contexto atual, momento este que o propósito do Governo deveria ser o apoio, incentivo e foco na recuperação de todos os empreendedores deste País que tanto contribuem para o desenvolvimento da sociedade.
Referido movimento dos agricultores já surtiram efeitos, tendo o Governador de São Paulo em razão do movimento de protesto realizado por quase 200 municípios paulistas, suspendido a cobrança do ICMS sobre os insumos básicos da agricultura, faltando ainda reduzir o ICMS sobre os combustíveis e suspender também o ICMS da energia elétrica.

Capivari, 07 de janeiro de 2.021.

Assocap – Antonio Carlos Cerezer
Canacap – Hermes Gregório Maschietto
Sindicato – Fernando Quibáo Júnior
Cooplivre – José Maria Maschietto

Agricultores protestam com tratoraço

Os organizadores do tratoraço seguiram todos os protocolos de segurança, distribuindo máscaras, disponibilização de álcool em gel e proibindo aglomeração, mantendo-se o distanciamento.
Os agricultores foram recebidos logo de manhãzinha desta quinta feira com farto café da manhã.
O tratoraço seguiu para a praça central, já fechada pelas forças de segurança da cidade e setor de trânsito, passando pelas ruas sob aplausos da população.
Ao lado a relação dos deputados estaduais e os respectivos votos.