Desobediência, resistência e direção perigosa

Na tarde da última segunda-feira, dia 19, por volta das 17h39, uma equipe da Polícia Militar estava atendendo uma ocorrência na rua João Batista Prata, no bairro Vila Izildinha, quando, ao final do atendimento, os policiais visualizaram um veículo ocupado por duas pessoas que, ao visualizarem a presença dos mesmos, demonstraram nervosismo e aceleraram o veículo.
Diante da suspeita, a equipe policial foi tentar realizar a abordagem, porém, o veículo começou a acelerar, iniciando um acompanhamento, que passou pelos bairros Santo Antônio, Engenho Velho e terminou no bairro Santa Tereza D’Ávilla.
O veículo GM/Corsa, placas CJY-9808, foi abordado, sendo que os indivíduos que estavam no interior do veículo foram questionados e foi constatado que o motivo do motorista ter empreendido fuga foi o fato de não possuir CNH e o licenciamento do veículo estar atrasado.
O condutor resistiu à abordagem e não quis obedecer as ordens a ele emanadas, sendo necessário uso de força para revistá-lo.
Já o ocupante cooperou com a abordagem.
Foi realizada busca pessoal e veicular e nada de ilícito foi encontrado.
Ambos foram conduzidos ao pronto socorro, onde passaram por exames clínicos, posteriormente, foram conduzidos ao plantão policial, onde o escrivão Caio tomou ciência e retransmitiu ao delegado de plantão Mário, que elaborou o termo circunstanciado de natureza “Desobediência, resistência e dirigir sem possuir CNH”.
A mãe do condutor ficou responsável pelos objetos retirados do veículo.
Foram tomadas as medidas administrativas cabíveis e o veículo foi recolhido ao Pátio Albatroz.