Chuva intensa e ventos de 154 km/h provocam destruição e deixam Capivari em Emergência

Tempestade assola Capivari; Prefeito Rodrigo decreta “Situação de Emergência”

Raríssimas vezes enfrentamos um temporal desta magnitude, destelhando casas e galpões, árvores caindo sobre fiação deixando a cidade totalmente sem energia, água entrando pelas casa e industrias da cidade, causando enorme prejuízo financeiro, mas graças à Deus, nenhuma vítima.
Por volta as 19 hs 20 a avenida José Annicchino, na região do Supermercado Pare Aqui transformou-se num mar de água, com uma velocidade absurda, levando tudo que tinha pela frente.
Foram aproximadamente 20 minutos de chuva, com ventos de 150 km/h, granizo e muita agonia.
Capivari ficou sem energia elétrica que retornou pela madrugada, por volta das 2 hs 40, em parte da cidade. As bombas do SAAE inoperantes por falta de energia não poderiam levar água para as residências.
Muito sofrimento, com casa cheia de água e lama, sem energia elétrica e sem água, foi um momento para se esquecer. Triste.
No final da tarde de quarta feira, os pontos estratégicos determinado pelas autoridades foram recuperando energia, assim as bombas do SAAE começaram a encher os reservatórios e hoje, tudo corre bem, dentro do possível. As grandes pedras de granizo também fizeram estragos por toda parte.
Quebraram vidros e portas de comércios, inclusive na Santa Casa da cidade.