OUÇA AO VIVO
TELEFONES

Usina Bom Retiro encerra atividade

Usina Bom Retiro
Usina Bom Retiro

Pela segunda vez a tradicional Usina Bom Retiro para suas atividades, causando um grande problema social em nossa região.
Segundo o presidente do Sindicato da Alimentação, José Luis, a entidade recebeu, na manhã desta última quinta feira, dia 03, a visita do gerente de Recursos Humanos, Sindicais e Trabalhistas, que veio oficializar os boatos que circulavam pela cidade, que a unidade Bom Retiro, da Raízen, vai ficar parada por pelo menos dois anos.
Segundo informação repassada ao presidente do Sindicato, José Luis, 60 funcionários serão dispensados, os que trabalham na lavoura, serão remanejados para outros unidades que ainda estão realizando a safra cerca de 80 funcionários, que são: Costa Pinto, Santa Helena, São Francisco e a Rafard.
Segundo foi informado o presidente José Luis, a parada da Bom Retiro se deve por falta de matéria prima, a cana, já que a unidade tem capacidade para moer mais de um milhão de toneladas e vinha operando com 700 mil, tornando-se onerosa, sendo inviável mantê-la na ativa.
Segundo o presidente José Luis, por pelo menos seis meses os funcionários dispensados irão ter Plano de Saúde, Plano Odontológico, cesta básica, cartão do ticket alimentação, enfim, todos os benefícios registrados em acordo coletivo serão respeitados.
A Bom Retiro havia parado as atividades em 2015, retomou sua operações em 2017, realizou três safras, que não foi viável, que levou a nova paralização agora.
Toda cana antes moída na Bom Retiro, será redistribuída para as demais unidades da Raízen em nossa região, onde será processada, ajudando assim a reduzir a capacidade ociosa das demais unidades .
A parada da Usina Bom Retiro terá forte impacto social em nossa cidade, tanto na geração de empregos diretos, quanto nos empregos indiretos além da contratação de empresas para trabalhos terceirizados, agravando sobremaneira os problemas da economia local.