OUÇA AO VIVO
TELEFONES

Saúde orienta sobre eliminação de criadouros do mosquito da dengue

sem-titulo-95Capivari não teve nenhum caso confirmado de dengue em 2018. Para que isso continue, a Secretaria da Saúde, por meio da coordenadoria de combate a zoonoses, ratifica a importância de eliminar criadouros do mosquito Aedes Aegypti, transmissor desta doença e também da chikungunya e do vírus zika. O verão, iniciado em dezembro de 2018, tem como característica a maior probabilidade de chuvas, portanto, é necessário se atentar para que não haja acúmulo de água parada em recipientes, uma vez que eles podem servir para procriação do mosquito.
Conforme o coordenador de combate a zoonoses de Capivari, Luiz Antônio Torres, a eliminação de criadouros do Aedes aegypti deve ser constante.
“Não é porque conseguimos zerar o número de casos da doença no município que devemos parar com os cuidados. Aliás, se nem um caso de dengue foi confirmado em 2018 é porque, de fato, o poder público e a sociedade se uniram antes nesta causa”, comentou. E acrescentou. “Até 80% dos mosquitos se proliferam nas residências, então é preciso ficar atento, também, no acúmulo de reciclável, pneus e na piscina plástica, que muitas vezes fica esquecida na residência. A limpeza e vigilância deve ser feita pelo menos uma vez por semana nas casas, tanto na área interna quanto externa”, orienta.
Desde 2016, o número de notificações de dengue diminui em Capivari. Foi em 2016, inclusive, que o prefeito Rodrigo Proença optou por cancelar o Carnaval da cidade – e em 2017 e 2018 também -, para investir o dinheiro a ser destinado para a festividade na Saúde, principalmente em ações de combate à dengue. Entre os trabalhos realizados pela Pasta com o intuito de eliminar criadouros do Aedes Aegypti estão vistorias em pontos estratégicos, visitas domiciliares e levantamento periódico da densidade larvaria, a ADL (Avaliação de Densidade Larvária), que possibilita parâmetro de como o município está em relação à infestação do mosquito. Ainda em 2016, foi lançada a campanha de conscientização para eliminação do Aedes “Xô Dengue – Capivari não pode ficar parada, nem a água”, divulgando quais cuidados devem ser tomados para evitar acúmulo de água e consequente proliferação do Aedes.
“Um trabalho intenso no sentido de conscientizarmos a população sobre a importância de eliminar os criadouros do mosquito da dengue foi feito. Quando cancelamos o Carnaval em 2016, a cidade entendeu a medida e a partir de então só temos bons resultados”, afirma o prefeito.
De acordo com o coordenador de combate a zoonoses de Capivari, para evitar criadouros do mosquito da dengue é necessário:

Área interna de casas
e apartamentos:
– Manter calhas sempre limpas;
– Deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
– Manter lixeiras bem tampadas;
– Deixar ralos limpos e com aplicação de tela;
– Eliminar pratos de vasos de plantas;
– Limpar com escova ou bucha os potes de água para animais;
– Tampar tonéis e caixas d’água

Área externa de casas
e condomínios:
– Limpar ralos e canaletas externas;
– Cobrir e fazer manutenção periódica de áreas de piscinas e de hidromassagem;
– Deixar bem esticadas lonas usadas para cobrir objetos, evitando o acúmulo de água
– Não jogar lixo em terrenos vazios e áreas verdes