OUÇA AO VIVO
TELEFONES

Saúde instala placas sobre Febre Maculosa em áreas de risco

sem-titulo-20Para manter a população informada sobre as áreas de risco do carrapato estrela, transmissor da Febre Maculosa, a Prefeitura de Capivari, por meio da Secretaria da Saúde, instalou oito placas em pontos estratégicos da cidade.
Os locais foram definidos por meio de um estudo da Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) que identificou a contaminação em capivaras, animais hospedeiros, que vivem nestas regiões.
Portanto, as notificações foram instaladas próximo ao Córrego Água Choca, Ponte do Santoro, Rua Paraná, Rua João Moreto, Morada do Sol, próximo ao Ginásio de Esportes Ronaldão.
Além de solicitar a atenção com a área de risco, a placa informa sobre os sintomas da doença e a necessidade de se procurar atendimento médico e informar ao profissional se passou por estas áreas.
A Vigilância Epidemiológica informou que, neste ano, houve somente uma notificação para a doença, cujo resultado foi negativo. Entretanto, Apesar de não ter casos confirmados, a placa de alerta é uma forma de prevenção e informação para o cuidado da população.

Sobre a febre maculosa
A febre maculosa também conhecida como febre do carrapato é transmitida pela carrapato estrela.
A infecção é causada pela bactéria Rickettsia rickettsii após a picada de um carrapato. Geralmente, a febre maculosa é mais comum durante os meses de junho a outubro, pois é quando os carrapatos estão mais ativos, sendo necessário estar em contato com o carrapato entre 6 e 10 horas.
A doença tem cura, mas seu tratamento deve ser iniciado com antibióticos após o surgimento dos primeiros sintomas para evitar complicações graves, como inflamação do cérebro, paralisia, insuficiência respiratória ou insuficiência renal, que podem colocar em perigo a vida do paciente.
Os principais sintomas de febre maculosa incluem: febre acima de 39ºC e calafrios; dor de cabeça intensa; conjuntivite; náuseas e vômitos; diarreia e dor abdominal; dor muscular constante; insônia e dificuldade para descansar; inchaço e vermelhidão nas palmas das mãos e sola dos pés; gangrena nos dedos e orelhas; paralisia dos membros que inicia nas pernas e vai subindo até os pulmões causando paragem respiratória.
A prevenção da febre maculosa para a população pode ser feita da seguinte forma:
– Utilizar calças, camisolas de manga comprida e sapatos, especialmente quando é necessário estar em locais com grama alta;
– Usar repelentes de insetos, renovando a cada duas horas ou conforme a necessidade;
– Limpar os arbustos e manter o jardim sem folhas no gramado;
– Verificar todos os dias a presença de carrapatos no corpo ou nos animais domésticos;
– Manter os animais domésticos, como cães e gatos, desinfectados contra pulgas e carrapatos.
No caso de se identificar um carrapato na pele é recomendado ir ao pronto-socorro ou a um posto de saúde para retirá-lo de forma adequada e evitar o surgimento de febre maculosa. Importante relatar ao profissional de saúde (auxiliar enfermagem, enfermeiro ou médico), que foi picado por carrapatos.
Esta informação pode facilitar o rápido diagnóstico para a doença, inclusive a utilização de medicação adequada enquanto aguarda-se o resultado do exame.
Mais informações na Vigilância Sanitária na Rua João Marchioretto, 78, no Jardim São Marcos, ou pelo telefone 3492-1606.

Compartilhar
AnteriorDivina Batata 09/06/2018
Próximo TPC – Etapa licença paternidade
Correio de Capivari - Tamires Rocha
O Correio de Capivari é o maior, mais antigo e tradicional jornal de Capivari. Fundado em 1931 com o nome de Correio Parochial, o Correio de Capivari possui uma linha editorial informativa, imparcial e independente, gozando de grande credibilidade junto a anunciantes, leitores e parceiros.