OUÇA AO VIVO
TELEFONES

Prefeitura de Monte Mor reforça orientação no bairro Paviotti sobre o combate ao mosquito Aedes Aegytpi

O clima quente das últimas semanas e as chuvas frequentes são fatores que aumentam as chances de proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya e Zika Vírus, além da Febre Amarela. Uma pesquisa realizada pela Prefeitura de Monte Mor, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, observou que a quantidade de larvas nos imóveis vistoriados está elevada, o que aumenta a necessidade de redobrar o trabalho de combate e eliminação de criadouros do mosquito.
Semanalmente os agentes de controle de endemias estão realizando mutirões de combate ao Aedes, com recolhimento de objetos inservíveis. Mais de 1.500 residências foram visitadas nos primeiros 50 dias deste ano. A Prefeitura vem buscando a mobilização da comunidade montemorense para que o município continue livre dos casos positivos da doença. “Todos são responsáveis pelos cuidados necessários para o combate ao mosquito Aedes aegypti, por isso, mais do que nunca contamos com a colaboração de todos”, destacou a diretora de Vigilância em Saúde Elaine Silva.
De acordo com informações da equipe técnica do Departamento de Vigilância Epidemiológica, as larvas são encontradas dentro das residências principalmente em vasilhas de cachorros, ralos e brinquedos infantis e nos reservatórios de água atrás da geladeira. O alerta é que tudo precisa ser averiguado e limpo com frequência. “Todos os locais que acumulam água mesmo num curto período de tempo se tornam possíveis criadouros”, disse Elaine

MUTIRÃO
Nesta sexta-feira (dia 01), as equipe da Saúde e do Meio Ambiente continuaram vistoriando as casas do Jardim Paviotti. Moradores que receberam os agentes descartaram objetos pequenos inutilizados. O recolhimento aconteceu por meio da equipe da Secretaria do Meio Ambiente que atua em conjunto com a Saúde.
Desde 2017 a Prefeitura de Monte Mor não registra nenhum caso positivo de dengue.